Terça-feira, 13 de Março de 2007
Frei Genebro

  

Frei Genebro era um homem que nunca pecava e fazia peregrinações.

        Um dia foi a casa de um parente que estava doente e ele disse que lhe apetecia um assado, Frei Genebro foi a um campo ali perto e cortou a pata a um dos porquinhos.

        Quando morreu foi para a porta do céu, lá tinha uma balança com um prato preto e dourado, de repente, começaram a cair flores brancas muito brilhantes no prato de ouro, que eram as boas obras. Os anjos já estavam a cochichar uns com os outros, pois tão vitorioso era aquele homem que lá ia ficar.

        Enquanto diziam isto, um peso caiu no prato preto afundando-o, era um porquinho com a pata cortada a nadar numa possa de sangue; nesse instante uma mão desceu, pegou em Frei Genebro e atirou-o para o purgatório.    

                    



publicado por bobone1 às 16:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Auto da Barca do Inferno ...

. Hoje

. Leitura

. O Medo do Anjo

. Medo

. Solidão

. Rotineiro

. Poema

. Poema

. Trilogia da Erança

.arquivos

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds