Quarta-feira, 30 de Maio de 2007
Doentes Para a Cama

Pobre João! Queira ou não queira,

Fica de cama a semana inteira

Com cem remédios à cabeceira,

Para curar-se da papeira.

Chá e descanço para o José.

- Que soudades do campo!

Ai, com este sarampo,

Fico tão frouxo e mole...não é?

- Oh, que malvada coqueluche!-

diz a Alice.- Não paro de tossir.

Felizmente, para me divertir,

Deram-me um urso de peluche.

 

Vendo-se ao espelho, diz a Gabriela:

-Estou vermelha e era amarela!

Estou tão feia e era tão bela!

- Maldita seja a varicela.

 



publicado por bobone1 às 15:28
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Auto da Barca do Inferno ...

. Hoje

. Leitura

. O Medo do Anjo

. Medo

. Solidão

. Rotineiro

. Poema

. Poema

. Trilogia da Erança

.arquivos

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds