Quarta-feira, 30 de Maio de 2007
A Teia

Já pus o avental novo.

Minha mãe está a chegar!

E já varri toda a casa.

Minha mãe está a chegar!

E já lavei o sobrado.

Minha mãe está a chegar!

 

E já limpei o pó.

Minha mãe está a chegar!

 

E já matei uma aranha.

Minha mãe está a chegar!

 

E o brilho da sua teia

Deixou-me aqui a sonhar...

Quando a minha mãe chegar

encontra-me logo á porta.

Ao sol, a fiar a teia

De uma aranha que foi morta.

                                         

                                     Matilde Rosa Araújo

                              em " O cantar da Tila "

 



publicado por bobone1 às 14:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Auto da Barca do Inferno ...

. Hoje

. Leitura

. O Medo do Anjo

. Medo

. Solidão

. Rotineiro

. Poema

. Poema

. Trilogia da Erança

.arquivos

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds