Terça-feira, 29 de Abril de 2008
Poema

MAR



Venho lá de longe do grande Mar

Vindo sem medo ou receio

Vindo nas ondas azuladas,

murmurando segredos ao Luar.

 

A terrana espera da grande

revelação duma viagem em

meio a sereias encantadas

enigmas de magia e emoção!...


Vejo o Mar encolher, me aguça o

desejo de escrever; segredos na

areia para uma sereia lhe remeter!...


De todos os mares deste Mundo
exponho o que mais me extasiou
aquele que uniu minha alma na tua!

 

                                                                Efigênia Coutinho


publicado por bobone1 às 15:09
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De paulo faria a 2 de Maio de 2008 às 23:12
Belíssimo! Continua a trabalhar exemplarmente como o tens feita até aqui.
Aproveita para corrigir o post que inicias por "Erança".


Comentar post

.mais sobre mim
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Auto da Barca do Inferno ...

. Hoje

. Leitura

. O Medo do Anjo

. Medo

. Solidão

. Rotineiro

. Poema

. Poema

. Trilogia da Erança

.arquivos

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds